segunda-feira, 13 de junho de 2016




Manifesto da MCONEN -  Mulheres da CONEN
Enfrentamento à cultura do estupro e da violência contra a mulher.

        Nós mulheres negras da CONEN, reunidas na I Conferência Nacional,
realizada nos dias 26 a 29 de maio de 2016, na cidade de Belo Horizonte (Minas Gerais), repudiamos veementemente a cultura da violência contra a mulher praticada insistentemente por uma sociedade capitalista e racista.
        Vimos com horror a menor de 16 anos que foi estuprada coletivamente no Rio de Janeiro e vem sendo exposta nas redes sociais. As discussões que vêm à tona é sempre em busca de culpabilizar a vítima, problematizando suas roupas, ou seja, a mulher que expõe seu corpo “merece ser estuprada”; os horários que andam nas ruas – se estivessem em casa, não teria acontecido.
        Mas, na realidade as mulheres são violentadas em todas as idades e espaços como: ruas, trabalho e principalmente em casa por seus companheiros, pais, tios, amigos, etc.
        Com isso as mulheres estão cada vez mais aterrorizadas, se sentindo encarceradas pela cultura do estupro. E ainda não devemos nos esquecer das várias formas de violência, entre elas o assédio moral que ocorre no espaço de trabalho onde as mulheres, principalmente as negras, recebem menos do que os homens e as mulheres, brancos e brancas.
        Isto posto, vemos a necessidade da desconstrução da “doutrina” da violência contra a mulher, desde as letras das músicas, nas novelas, nas propagandas midiáticas e até na educação.
        Também a urgência da sensibilização dos homens em geral para sua reeducação para o combate a violência e o machismo com o intuito de alcançarmos a igualdade e a fraternidade entre homens e mulheres.
        Portanto, estamos de luto e luta 24 horas por dia diante de episódios como o estupro do Rio de Janeiro e de tantos outros que acontecem diariamente em todo o país.
        De luto por nossa morte cotidiana e em luta por nossas vidas!


MCONEN – Mulheres da CONEN na I Conferência da CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras, 26 a 29 de Maio, Belo Horizonte (Minas Gerais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário