quinta-feira, 2 de julho de 2015



                        






Fórum de Articulação de Mulheres de MT - FAMMT




NOTA DE REPÚDIO

Nós, representantes dos movimentos de mulheres de Mato Grosso, cujas entidades estão abaixo relacionadas, reunidas no dia 01 de julho de 2015, vimos a público externar nosso repúdio às veiculações de imagens ofensivas às mulheres.
Trata-se de um adesivo que circula nas redes sociais e também em veículos adesivados que circulam em cidades brasileiras, usando a imagem da presidenta Dilma, de forma que incita explicitamente à violência sexual machista, configurando o incentivo ao crime de estupro que é uma violência física inadmissível e inaceitável. Além desse atentado, todas as mulheres brasileiras são ofendidas e desrespeitadas com essa injúria de gênero.
O movimento de mulheres repudia veementemente essas ações antidemocráticas contra a representante maior do nosso País visto que afronta a democracia e instiga, ainda mais a prática do abuso historicamente existente nas relações sociais que tratam as mulheres como objeto sexual em uma sociedade de consumo.
Exigimos a proibição e retirada de circulação desse material e também a responsabilização legal dos mentores deste atentado violento que alcança a todas as mulheres brasileiras.

Cuiabá/MT, 1º de julho de 2015
CUT/MT- Central Única dos Trabalhadores (Secretaria da Mulher) - MT
FAMMT- Fórum de Articulação de Mulheres de Mato Grosso - FAMMT
MMM/MT- Comitê da Marcha Mundial de Mulheres - MT
PT - Partido dos Trabalhadores/as (Secretaria da Mulher Trabalhadora) -MT
Fórum de Mulheres Negras de Mato Grosso
Associação de Mulheres do bairro Jardim Vitória – Cuiabá
Conselho Indigenista Missionário
Consulta Popular
SINTUF/MT- Sindicato dos trabalhadores da UFMT
IRPAMDECQ – Instituto de Recuperação e Amparo a Mulher Dependente Quimica

Nenhum comentário:

Postar um comentário