segunda-feira, 4 de março de 2013

Camponesas de MT fazem protestos para marcar o dia internacional da mulher


O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) apoia a Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Sem Terra em Mato Grosso, cujo o lema é “Mulheres Sem Terra na Luta Contra o Capital e pela Soberania dos Povos”.

As atividades das mulheres camponesas começaram hoje, segunda-feira, (04/03), na Igreja Sagrada Família, no bairro Carumbé. Aproximadamente 150 mulheres saíram em marcha até o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), onde ficarão acampadas durante esta semana.

A marcha marca o início da Jornada Nacional, em Mato Grosso. E, marca, sobretudo, o Dia Internacional da Mulher - 8 de março. Durante essa semana, as mulheres Sem Terra farão marchas, protestos e outras atividades políticas e culturais.

As mulheres do MST vão reivindicar, junto ao INCRA, a pauta histórica do Movimento, acrescida de pontos específicos. Elas querem crédito rural em nome delas, centros de saúde nos assentamentos e escolas de qualidade no campo.

PROGRAMAÇÃO DA JORNADA DE LUTA DAS MULHERES SEM TERRA
Período
Segunda
Terça
Quarta
Quinta
Sexta
Manhã
- Assembleia
- Caminhada
Oficina Sobre Previdência e Mulheres
Analise de Conjuntura
Debate sobre a copa
Mobilização das Mulheres - concentração no INCRA
Tarde
Organização do acampamento
Oficina: Saúde da Mulher e Agrotóxico
Audiência Publica – Assembleia Legislativa
Violência Contra as Mulheres
Ato Público na Praça Alencastro, às 16h
Noite
Apresentação de musica e dança circular
Sarau
Celebração
Jornada Socialista
Festa

Com informação de Keka Werneck, Assessoria de Imprensa do MST

Nenhum comentário:

Postar um comentário